Ohpera Blog | design, art lifestyle, viagem e sonhos.

Tattoo Addicted

Demorei uma vida pra criar coragem e começar, mas agora que comecei viciei. Acho que a parte do vício é uma constante na vida de quem curte se riscar, mas começar a se tatuar tarde é mais raro, o que pra mim foi incrível. Pois assim pude me conhecer melhor e entender que estilo e desenhos gostaria de fazer com mais certeza.

Eu e o Lucas conhecemos o trabalho do Bernardo (Perpetuo Tattoo) pelo Instagram. Queríamos nos tatuar, mas ainda não tínhamos amado o estilo nenhum tatuador aqui de Recife (não que não tenham bons, ok? Só questão de feeling mesmo). Foi quando resolvemos juntar uma viagem ao Rio e uma visitinha no Perpetuo.

O estúdio fica na casa do próprio tatuador. Um lugar lindo, numa rua super tranquila no bairro do Jardim Botânico, com vista pro Cristo. O vibe do espaço é incrível, com uma beleza bem natural e vários gatinhos passeando pela varanda.

Ao som de uma playlist muito boa, um bom papo e muita instiga, rolaram nossas primeiras tattoos em 2016. No fim do ano passado voltamos ao Rio e, claro, o estúdio de tatuagem do Bernardo virou nosso ponto turístico. <3 Dessa vez caprichamos e nos riscamos valendo (como diz um bom pernambucano).

Em pouco mais de um ano e seis tatuagens depois, cheguei a uma conclusão: amo tatuagem preta e old school. Mas uma grande paixão são as minilistas, mais outline. Estilo que o Bernardo faz super bem, inclusive.

Aqui abaixo, algumas das nossas tattoos:

E falando em menos complexidade e traço simples, fiquei apaixonada pelo trabalho de um tatuador de Toronto chamado Curt Montgomery (tão Desventuras em série esse sobrenome, né?). Linhas básicas, porém fortes e desenhos de muita personalidade definem bem o trabalho do artista.

Pelo o que li sobre ele, esse artista treinou bastante para chegar aos resultados que alcança hoje. Passou meses isolado numa fazenda, apenas trabalhando, desenhando e dormindo. Desenvolveu um estilo único e conseguiu se destacar com seu traço minimalista no mundo da tatuagem. Ele diz que a falta de preenchimento permite a quem vê diversas interpretações. O que faz muito sentido. ;)

Fica aqui pra vocês algumas tatuagens do Perpetuo e do Curt Montgomery pra inspirar.


E se você curtiu o trabalho do Bernardo, siga o artista no Instagram. Ah! E segue também o Ohpera pra ficar por dentro de tudo que rola por aqui.