Ohpera Blog | design, art lifestyle, viagem e sonhos.

E quanto bate o desânimo?

Nada mais normal que se sentir desanimado com algum projeto nosso de vez em quando, né? Mas e quem lembra que isso é a coisa mais normal do mundo quando está no meio de uma bad vibe desanimadora? Ainda mais nesse mundo onde todo mundo é tão feliz, onde tudo é lindo e perfeito para quem vê de fora.

Mês passado estive numa dessas fases de bad vibe. A gente fica tão, tão afundado que nem consegue enxergar todos os pontos legais da nossa vida. Porque os pontos desanimadores estão gigantes demais, maior que alguém muito alto que senta na nossa frente no cinema, justo no nosso filme preferido. E por perceber que praticamente ninguém fala do que é ruim, resolvi escrever um pouco sobre como sair da mazela.

Converse. 
Vou começar logo pelo ponto mais importante: falar sobre. Não adianta estar mal e ficar calado. Conversar vai ajudar você a colocar o sentimento pra fora, reorganizar as ideias e entender melhor o motivo pelo qual você tá desanimado com seu projeto. E se for com amigos que estão na mesma vida que você, melhor ainda. Experiências são excelentes maneiras de ajudar o outro. Troque figurinhas com outras pessoas. Converse. Nem que seja com seu psicólogo ou com sua avó.

Não tenha vergonha.
MELHOR coisa da vida é ter humildade. Humildade pra assumir que não tá bem, pra entender que você não vive melhor sozinho, que você precisa do outro, que você tem problemas como todo mundo.

Be brave, má friend!
Uma vez li que coragem não é ausência de medo, mas é enfrentar as dificuldades mesmo tendo medo. Como diz Lenine, na música MiedoO medo é uma casa aonde ninguém vai. O medo é como um laço que se aperta em nós. O medo é uma força que não me deixa andar.

Se tá com medo, vai com medo mesmo. Melhor assim que depois se lamentar por não ter tentado, né não?

Tenha fé.
Esse ponto, alguns pulariam. Mas como eu acredito muito nisso, preciso pontuar. Acredito muito em ter fé em Deus e acredito que Ele cuida de cada detalhe da minha vida. <3 Inclusive dos meus desânimos e medos.

Faça o que você gosta.
Uma coisa que ajuda a muito a sair da bad vibe é mudar o foco. Tira o foco do problema e esquece tudo. Vai surfar, caminhar, tomar sol, pintar, ver Netflix (Unbreakable Kimmy Schmidt é uma ótima série para esses momentos), criar um blog, brincar com os sobrinhos… Com certeza tem alguma coisa que te faça feliz, você só precisa lembrar.

Espere o próximo dia.
Nada melhor que uma boa noite de sono, daquelas bem dormidas, pra te permitir acordar com mais esperança e mais força pra enfrentar o dia. A música é brega, mas vale a reflexão na letra: Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, mais feliz, quem sabe? Só levo a certeza de que muito pouco eu sei. Nada sei.

Ter calma e paciência é uma dádiva pra poucos, ainda mais no tempo ansioso que a gente vive. Então, vamos com calma, um dia de cada vez. Que tal?

Todo projeto tem seu tempo de maturação, de crescimento. Nada se constrói da noite pro dia, por mais que seja assim que a gente queira. Entenda que você não sabe, nem nunca vai saber de tudo. Mas é o medo que você enfrenta hoje, que vai fazer você crescer.

Se você também sente algo desse tipo, conta aqui pra gente. ;)

Imagem: Felipe Guga

  1. Faby

    24 de agosto de 2016 at 9:38

    Palavras compartilhadas, sei que de alguma forma me inspirou.

    1. Myrella

      8 de setembro de 2016 at 11:58

      Que massa, Faby. :)

Comments are closed.