Ohpera Blog | design, art lifestyle, viagem e sonhos.

2015 chegou. E o que você sonhou?

Todo ano é a mesma coisa. Vai chegando a virada do ano e damos ‘adeus’ ao velho ano fazendo um balanço de tudo aquilo que não foi legal, e listando tudo aquilo que estamos sonhando para o ano novo. Acredito que seja assim porque nós precisamos dividir nossas vidas por ciclos, gosto muito disso – inclusive.

E aí começamos o novo ano cheios de expectativas. Como se fosse uma nova temporada da nossa série favorita. E é claro, ficamos ansiosos para saber o que irá acontecer. Quem serão os novos personagens? Quais serão as novas locações? É sempre uma surpresa.

Eu precisava começar o ano (o primeiro post do ano) falando sobre isso. Porque eu sou uma pessoa que AMA fazer planos e que ama mais ainda sonhar. E sonhar muito alto. Quando sou tomada por uma ideia/sonho, não consigo pensar em outra coisa. Corro até o fim da linha pra conseguir chegar lá. Mas, pra mim, 2015 está começando ainda mais instigante. Porque 2014 foi um ano muito confortável. Eu continuei no mesmo trabalho, no mesmo apartamento, na mesma rotina e no balanço de fim de ano eu percebi que nada tinha mudado o ano todo e que eu não tinha concretizado nada do que eu havia sonhado. Até dei muitos passos, mas nada se realizou de fato.

Gosto muito de um blog chamado Fêliz Com a Vida (com acento no ê mesmo). E recentemente li um post maravilhoso onde a  (dona do blog) faz um balanço de tudo o que ela aprendeu em 2014. Achei super legal e tomei isso pra minha vida. Tem duas coisas que eu aprendi no ano que passou:

1. Uma ação vale mais que mil intenções.

Intenções não tem valor se não virarem ações. As intenções só servem para fazer a gente se sentir melhor em relação àquilo que a gente não fez. E não estou falando aqui somente de grandes coisas, mas também das pequenas coisas do dia-a-dia. Como começar alguma atividade física, dedicar mais tempo a família… Pois muita gente tem a intenção de fazer muitas coisas, mas simplesmente não as faz acontecer.

2. Devemos parar de contar mentiras para nós mesmos. 

Sabe aquela velha frase “se eu tivesse mais tempo, iria com mais frequência pra academia”? Ou “Se isso acontecesse, minha vida seria perfeita”. Pois é! A gente tem mania de contar mentiras pra nós mesmos né?

Claro que não é fácil reconhecer ou admitir qual é o problema e qual é a verdadeira necessidade por trás de alguns dos nossos comportamentos. Por isso, é inevitável começarmos a encontrar desculpas para justificar o motivo pelo qual a nossa vida é do jeito que é.

A grande verdade é que nossa vida é feita de uma enorme lista de boas intenções que resultam algumas vezes em tentativas e muitas vezes erros. Por isso, que tal aproveitar o começo desse novo ciclo (2015) pra mudar um monte de hábitos que não têm nos levado pra canto nenhum? Ou ainda pior, têm muitas vezes atrapalhado que a nossa vida siga de maneira mais fluida e produtiva.

E aí? O que você sonhou pra esse ano e o que precisa fazer pra chegar lá?

Imagem: Ping Hua Chou