capa

Mochilando. Minha wishlist de mochilas.

Hoje quero falar desse acessório indispensável na vida de quem vive em movimento, por aí, levando um pouquinho de casa consigo, não importa o estilo. Todo mundo precisa de uma mochila em algum momento – nem que seja somente pra viajar. Eu tenho um caso de amor com mochilas, tenho umas quatro. E só não tenho mais que isso por motivos de “peso na consciência” mesmo.

Pra mim, mochila é tipo t-shirt. É mais que uma simples peça de roupa, fala muito sobre sua personalidade, sobre o que você quer comunicar. Recentemente não resisti, caí na tentação e comprei mais uma mochila pra coleção – confesso que só usei uma vez até agora. :O

Mas com essa compra, percebi o quanto vejo mochilas e resumi numa wishlist pra você que tá precisando de uma nova. Algumas marcas são bem famosas, como Farm, Adidas, Imaginarium, Jansport.  Mas outras, são mais locais e eu gosto demais dessas marcas: Calma Monga e Lerita. :)

wishlist-mochilas

capa2

Empreender | Sobre Ansiedade

Ontem (dia 27 de agosto) foi o dia do psicólogo e isso me fez lembrar DEMAIS o quanto a minha me ajuda numa questão importantíssima na vida de quem empreende: ansiedade. Pense numa palavra dos infernos! Acho que esse o maior lado negro do empreendedorismo. E se você não aprende a controlar, pode acabar se sabotando e colocando todo seu sonho por água abaixo. Então vai colocando aí os honorários do terapeuta na sua planilha mensal, viu? hahaha

Mas ao pé da palavra, o que é ansiedade? É a síndrome do pensamento acelerado. Simples assim. E causa aquela aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza (…).

Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).Site: www.minhavida.com.br

A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações. E nem todo mundo aguenta esse peso. Eu sempre fui muito ansiosa, mas de forma bem controlada. E minha nova vida e rotina, trouxe esse lado ruim – a ansiedade muito forte e difícil de controlar. Não tenho vergonha de dizer isso, prefiro fazer desse tema inspiração pra ajudar outras pessoas que estejam no mesmo momento.

Empreendedores muitas vezes acumulam muitos papéis e enfrentam vários contratempos: clientes perdidos, disputas com parceiros, aumento da concorrência, problemas com funcionários ou fornecedores, tudo ao mesmo tempo. Para complicar ainda mais, os novos empreendedores muitas vezes se tornam menos resistentes por não cuidar de sua saúde. Não comem bem e não dormem o suficiente.

Mas certo! Eu não escrevi esse post somente pra alertar vocês sobre esse fato que, acredito eu, TODO mundo passa quando entra nesse barco, ou simplesmente apontar fatos que provavelmente você sabe. Mas quero deixar aqui soluções que têm me ajudado MUITO a relaxar e controlar esse mal que me paralisa, se eu permitir.

Equilíbrio de tempo

Eu não consigo não levar pro lado bíblico, nesse ponto. Desculpa quem não acredita, mas como disse o rei Salomão na bíblia, “há tempo pra tudo debaixo do céu”. Quem se interessar em saber mais disso, clica aqui. E isso é pura verdade, minha gente. Então saibam a hora de parar de trabalhar e ter lazer, pois assim como você precisa dar seu melhor no trabalho, você precisa estar bem e ter tempo pra gastar esse dinheiro que você tanto ganha trabalhando. E eu acredito MUITO que equilíbrio na vida é tudo!

Terapia 

Conheço muita, mas muita gente que tem preconceito com o fato de ir ao psicólogo. Mas de verdade, se você tem algum problema com esses profissionais, deixe isso de lado e faça pelo menos uma tentativa. Você não tem ideia do quanto colocar seus problemas pra fora vai te ajudar. É caro? É! Mas tem muitos planos de saúde que incluem esse serviço, o que já ajuda. E outro ponto é que: você precisa priorizar sua saúde né? Então coloca logo esse gasto na planilha mensal, que por mais que doa pra pagar no início, depois você vai se agradecer por ter tomado essa iniciativa. Eu faço uma vez por semana, mas cada caso é um caso e somente um profissional da área vai saber te ajudar.

Arte

Eu coloquei aqui “arte”, porque pra mim funciona muito e a maioria dos leitores do blog são dessa área. Mas você pode substituir o “arte” porque qualquer coisa que te deixe relax, desarmado e esquecido de suas obrigações por algumas horinhas.  Eu amo pintar com aquarela (não que eu saiba) e isso me deixa super tranquila. Mas as vezes não tô afim disso e substituo por qualquer atividade que deixe minha mente livre, como por exemplo: vejo uma série BEM boba, leio gibi da Mafalda, penso em novos ítens DIY pra decorar a casa, tiro roupas que não uso mais do armário, vou num café. Enfim!  Encontre sua “arte”.

Praticar exercícios

Não importa qual, mas isso é uma questão hormonal. Praticar exercícios libera serotonina,  que produz uma sensação de relaxamento e bem-estar. Segundo os médicos, assim que o indivíduo começa a praticar um exercício físico, o sistema nervoso central já libera, na corrente sanguínea, substâncias que ajudam a acabar com o mau humor de qualquer um. A certa altura, essa produção atinge um determinado patamar, que torna a sensação de relaxamento e bem-estar perceptível. O melhor de tudo é que essa sensação prazerosa tende a permanecer mesmo depois do exercício. Eu ODEIO academia, mas sempre tento fazer os exercícios que dão mais prazer: yoga, pilates, dança. E nos finais de semana, sempre tento ir no parque que tem aqui perto da minha casa pra andar de patins. <3 Fico TÃO feliz. É impressionante.

E por fim, lembrem que a vida é um constante processo de tentativa e erro. Então não exagere a experiência. Outro ponto é: esteja aberto sobre seus sentimentos. Máscaras não fazem suas emoções. Quando você está disposto a ser emocionalmente honesto, você pode se conectar mais profundamente com as pessoas ao seu redor e com você mesmo.

Mas nada do que eu disse é mais importante do que você procurar um profissional que possa te ajudar. Tudo o que eu falei nesse post é sobre a minha experiência com a ansiedade, mas isso é um assunto muito sério e cada cabeça é diferente. Então não deixe de procurar um profissional que possa te ajudar. :)

capa

Empreender | Sobre propósito.

Muitas vezes a gente sonha e anseia muito que algo aconteça na nossa vida, lutamos, ralamos até que conseguimos. Mas por que será que muitas vezes, depois que alcançamos nosso objetivo tudo parece menos bonito e empolgante? E por que, quando chegamos lá, já começamos a achar que não era bem aquilo e passamos a querer OUTRA coisa?

Simples. Porque as vezes queremos a vida de outra pessoa e desejamos algo que não tem propósito pra gente e isso deixa a gente meio perdido em algum momento, né? Uma psicóloga chamada Shelley Prevos listou cinco razões pelas quais “nos perdemos” no caminho e entramos nessa crise de não enxergar mais sentido. Eu achei muito bacana e resolvi compartilhar aqui com vocês. Não que seja uma verdade absoluta, mas é uma maneira bem bacana de enxergar toda essa confusão. E uma ótima forma de encontrar nosso próprio caminho e sentido é apenas investigando verdadeiramente quem somos.

1. Você vive de fora pra dentro e não de dentro pra fora:

“Desde a infância as pessoas são ensinadas a procurar outras pessoas para se guiarem. As normas sociais são uma parte importante da infância – você imagina como deve agir em relação aos outros — mas o problema começa quando você estende esse processo e inclui algo tão pessoal quanto o propósito da sua vida. Algumas pessoas têm nossa confiança e a capacidade de nos ajudar a encontrar nosso real propósito único. Se você é uma dessas pessoas que tem essas companhias, você tem sorte! Mas a maioria das pessoas, mesmo as bem intencionadas, escolhem nos colocar dentro de compartimentos que fazem mais sentido pra elas. Para ganhar a aprovação delas, você se dispõe a entrar dentro do compartimento. Para manter a aprovação delas, você aprende a negar seguidamente quem você é. Em situações demais você vive num roteiro de outra pessoa”.

2. Você procura uma carreira antes de ouvir seu chamado:

“Nossa sociedade reduziu o sucesso a uma lista de itens a serem preenchidos: formar-se no colégio, conseguir um(a) companheiro(a), ter filhos, sossegar num caminho profissional bem definido e ficar ali até que os cheques da aposentadoria comecem a chegar. Esse caminho bem costurado coloca as pessoas na direção do conformismo, não do propósito. Estamos tão ocupados evitando medos auto-impostos de não sermos suficientemente (preencha aqui alguma qualidade) – espertos o suficiente, criativos o suficiente, bonitos o suficiente – que raramente paramos e nos perguntamos “Estou feliz e satisfeito? E se não, o que eu deveria mudar?”
 
Encontrar seu propósito tem a ver com ouvir essa vontade interior. No livro “Deixe Sua Vida Falar”, Parker Palmer diz que deveríamos deixar nossa vida falar a nós, e não dizer à vida o que vamos fazer com ela. Um chamado é apaixonado e compulsivo. Começa com uma curiosidade (“Eu gostaria de tentar isso”) e então se transforma num mandato que você simplesmente não pode mudar. Um chamado não é um caminho fácil, e é por isso que a maioria de nós nunca o conhece. Tememos o esforço, a idiotice, o risco e o desconhecido. Então escolhemos uma carreira porque preenche os itens que fomos convencidos a preencher.”

3. Você odeia o silêncio:

“Vivemos numa sociedade que não valoriza o silêncio. Valoriza a ação.

Mas viver sem silêncio é perigoso. Sem ele, você acaba acreditando que seu ego – e tudo que ele quer – é seu propósito. Se você imaginar bem esse cenário, sabe que ele não termina bem. Viva uma vida onde o Ego está no comando e você encontrará o esgotamento – e uma questão: “Eu tenho uma ótima vida. Porque não estou satisfeito?”.
 
O silêncio abafa o barulho e cria um espaço para a autenticidade aparecer. Em silêncio, você pode se perguntar como sua vida ou seu trabalho realmente está indo e pausar para esperar a resposta. Em silêncio, você dá tempo para que as informações da sua vida convirjam em algumas lições. Geralmente, entretanto, antes que as lições tenham tempo para penetrar você já foi para a próxima distração.”

4. Você não gosta do lado sombrio de si mesmo:

“A sombra é o lado da sua personalidade que você não quer que os outros vejam. Representa suas deficiências, suas falhas, suas motivações egoístas. A maioria de nós evita isso antes que qualquer um possa ver. Mas há uma coisa: a parte de você que é a mais escura tem a maior quantidade de coisas para lhe ensinar sobre seu propósito. Se descobrir seu propósito é realmente sobre auto-conhecimento, sua escuridão lhe mostra onde você mais precisa crescer. Mais importante ainda, mostra de quem você mais precisa aprender. É das pessoas que você menos gosta que você tem mais a aprender sobre si mesmo. Mas a maioria ignora o lado sombrio. Em vez disso, você busca relacionamentos confortáveis que reforcem as imagens gastas e obsoletas de si mesmo.”

5. Você ignora a mente inconsciente:

“No livro “The Social Animal”, David Brooks fala sobre o preconceito de nossa cultura que diz que “a mente consciente escreve a autobiografia da nossa espécie”. Assim como Brooks, acredito que nossa cultura tem um relativo desdém pela mente inconsciente e tudo que ela representa – emoções, intuição, impulsos e sensibilidades. Para descobrir nosso propósito, temos que estar confortáveis com nossa mente não-lógica. Você deve se acostumar em não ter as respostas. Você deve tolerar a ambiguidade e aceitar as lutas.
 
Deve se permitir sentir – profundamente sentir. Planejar intelectualmente seu caminho em direção a uma vida com propósito não funcionará nunca. Mas isso é pedir demais para a maioria das pessoas. Elas vão negar, despistar, ridicularizar ou simplesmente ignorar. E essa é a razão pela qual a maioria de nós viverá sem saber qual o verdadeiro propósito.”

8dcdd2b1c56b9b44846f370cf99f0315

No último curso que fiz na Perestroika, Empreendedorismo Criativo, aprendi um pouco sobre auto-conhecimento. E descobrir o seu propósito tem muito a ver com isso. Analisar toda sua vida, desde a sua infância, e perceber o que te faz genuinamente feliz e qual o seu lugar no mundo. Sei parece muito bonito na teoria, e que na prática é bem mais complicado que isso. Mas acredite, é possível.

Então tira aquele dia (ou aqueles dias) pra realmente parar, ficar em silêncio e refletir sobre o seu propósito. Pelo menos pra mim, fez muito bem.

capa

6 marcas recifenses que vocês vão amar.

Vocês devem ter visto aqui no blog que no último sábado rolou em Recife o Evento Bora, um espaço bem bacana lá no Paço Alfândega com várias marcas e artistas legais da cidade. Foi um estrago na minha conta bancária. :O Infelizmente saí com tanta pressa de casa, que esqueci de levar a câmera. Tive que me virar com foto de iPhone.

O mais legal é que esse evento me fez perceber a quantidade de marcas bacanas que Recife tem. Uma vez escrevi um post com 7 lojas online pra deixar sua vida mais divertida, mas dessa vez listei aqui 6 lojas recifenses que vocês vão amar! Algumas eu já conhecia e já tinha comprado, mas outras realmente foram novidades pra mim. O evento contou com 24 marcas, mas eu listei aqui as que eu mais gostei. Senão o post não teria mais fim. hehehe

Loja Moscou

Essa loja é da ilustradora e publicitária Lisa Siqueira. Eu já admiro o estilo de Lisa faz tempo! Ela até já participou de uma parceria com o Ohpera há alguns anos. Além de ser super linda e fofa, Lisa tem um talento incrível com aquarela que reflete toda a fofura da Loja Moscou. Segue lá no Instagram, que é a coisa mais linda.

Captura de Tela 2015-08-10 às 19.22.36

Pedro Melo

Pedro é amigo do coração e é outro que sou fã há um tempão. O talento dele é indiscutível e também já participou de parceria com o Ohpera no passado. hehehe Foi na loja dele que aconteceu o maior estrago bancário dos Rodrigues. Infelizmente Pedro ainda não tem loja online, então as vendas foram exclusivas no evento. Segundo ele, isso é temporário. Estamos aguardando loucamente!

Hipó

Conheci a Hipó semana passa e foi amor à primeira vista. Tanto, que já saíram num post exclusivo aqui no blog com minhas novas plantinhas (que foram sucesso!) A marca vende lindos vasos pintados à mão, com ou sem plantinhas.

IMG_9966IMG_9969IMG_9968IMG_9972
Mosca de Padaria

A começar pelo nome, eu adoreeei essa marca. Eles são um coletivo de três artistas e no evento, pude conhecer um pouquinho do trabalho deles. Mas tá aí uma marca que quero conhecer melhor. Aqui, o Instagram deles.

IMG_9978 IMG_9976

Panícula

Essa marca é a coisa mais fofa! Eles produzem sketchbooks feitos a mão – o que é mais legal!

11145166_1462732790695029_8730905875223299082_n 11825978_1464327177202257_8565754964930446405_n IMG_9987

Estilo Xilo

O Estilo Xilo estava juntinho ao coletivo Mosca de Padaria e, sinceramente, eu fiquei na dúvida se eles são uma loja só ou tem algo em comum. Desculpa a falta de informação aqui, tá? :) Mas não poderia deixar de postar porque achei o trabalho super, super bacana também. Pois usa a estética de xilogravura em materiais bem interessantes e diferentes.

IMG_9980 IMG_9982Achei muito legal ver de perto o quanto minha cidade tem gente boa e artistas de qualidade! As vezes a gente acaba só olhando pra fora e esquecendo de conferir o que tá aqui tão pertinho da gente. Com certeza, além dessas, tem MUITAS outras marcas tão legais quanto aqui. E agora estou mais empolgada que nunca pra conhecer todas elas. Valeu, Evento Bora por ter proporcionado isso a mim e todo mundo de Recife.

Espero que vocês curtam todas e cliquem em cada link, porque vale a pena conhecer melhor cada uma delas. :)

capa

Empreender | Sobre organização.

Desde que passei a me dedicar 100% ao Ohpera, todo mundo que me conhece há mais tempo e me encontra na rua ou até mesmo pelas redes sociais (e não são poucas vezes) SEMPRE faz algumas perguntas, do tipo: e aí, my, como estão as coisas? Como você tem feito pra se organizar? Pois tenho pensado em produzir algo meu também.

Algumas dessas pessoas perguntam de forma despretenciosa mesmo, mas na maioria das vezes a pergunta vem acompanhada de alguma frustração vivida. O que tem se tornado cada vez mais comum no mercado publicitário, não desmerecendo o mercado – por favor – apenas constatando um fato que tenho visto se repetir cada vez mais.

Por isso resolvi falar sobre três pontos muito importantes pra você se organizar e começar a se dedicar ao seu projeto empreendedor. Pois um dos maiores medos é: larguei tudo e agora? Faço o que?

Organização financeira

Esse aqui é um dos principais pontos, afinal, você precisa ganhar dinheiro. E não só ganhar dinheiro, mas saber administrar esse dinheiro. Senão já começa falido. Pra isso, eu utilizo um aplicativo (grátis) chamado ZeroPaper. Ele é um programa que simula uma planilha financeira e ajuda você a organizar seu fluxo de caixa – e isso é amor demais pra quem é da área de humanas e não saca porcaria nenhuma de economia. Ele avisa os dias de entradas e saídas de dinheiro (via email), faz os gráficos, relatórios e etc. Enfim, me salva todo mês com as contas do estúdio. Funciona no celular e no computador. Já minhas contas pessoais, continuam numa planilha safada no Google Drive mesmo, pois já estou acostumada e funciona super bem.

zero-paper-mobile3Outro ponto que pode ajudar quem está começando a viver de forma autônoma, é anotar TODOS os gastos nos primeiros meses, e o aplicativo Toshl Finance é essencial pra você fazer uma auto-análise desses gastos e ver onde pode reduzir e onde pode investir melhor sua grana.

650_1200

E por fim, mas não menos importante: não use cartões de crédito! Isso mesmo. Você não sabe quanto vai receber no mês seguinte e isso já é motivo suficiente pra não arriscar, né? Depois, quando você já estiver mais estabilizado nas contas, ok.

Organização de tempo

Uma das coisas mais difíceis de organizar na vida é tempo, tenho praticamente certeza disso. É algo muito abstrato e que, quando perdido, é impossível recuperar.

Falando do tempo-rotina, eu acho que um dos grandes goals de empreender é poder ser dono do seu tempo e organizar seu dia como você achar melhor. Então aproveite pra fazer coisas que você jamais faria se estivesse trabalhando com horário engessado. Uma besteira que hoje em dia eu curto muito é tomar café da manhã com calma. É essencial pra eu começar bem meu dia. Mas outras coisas como: frequentar a academia (frequentar de verdade hehehe), ter tempo pra minha família, fazer pelo menos uma refeição ao dia com Lucas (meu marido), ir ao cinema nas segundas-feiras, ir ao cabeleireiro em horários de baixo fluxo, conseguir viajar no meio da semana, entre várias e várias coisas que só serão possíveis se eu organizar meu tempo pra conseguir dar conta da minha pauta (clientes) e fazer essas coisas.

Falando em pauta, uso um aplicativo bem bacana pra controlar a minha. Muita gente já conhece, mas não custa nada deixar a dica – o Trello. Ele é meio chatinho de entender, mas depois que você pega o jeito não vive sem. É essencial pra organizar tudo e não esquecer de nada.

tech-pipelineMas tem outra coisa que é essencial pra organização do tempo, pelo menos pra mim: agenda. Sim, agenda de papel. Não vivo sem e pra onde vou carrego a minha. <3 Toda segunda-feira passo todos os compromissos da semana e isso me ajuda muito não a ficar ansiosa e a não esquecer de nada.

agenda

Organização psicológica

Não sei nem se esse termo existe, mas deu pra entender né? Cuidar da sua mente é extremamente importante pra que você não se sabote. No meu caso, o maior problema se deve à minha ansiedade. E se eu não me cuidar, não consigo fazer nada. Ainda mais quem trabalha com criatividade, precisa estar com a mente muito livre e tranquila. Ansiedade é mal muito atual, inclusive. Todo mundo quer ver tudo acontecer muito rápido, na hora em que a gente planejou pra acontecer. Mas as coisas têm seu tempo e não adianta chorar nem espernear.

Por isso cuide da sua mente. Faça ioga, terapia, se exercite, veja Netflix, tenha seu tempo de relax, pois equilíbrio é tudo na vida.

capa

Hipó deixando minha casa mais verdinha.

Já tem um tempo que eu tô bem viciadinha em cactus e plantinhas fofas. Acho até que é uma tendência que a gente acaba ficando na cabeça, né? Estava buscando um local pra comprar esse tipo de produto e que já viesse com os vasos bonitinhos, porque eu andava bem sem tempo pra trabalhos manuais. E tá! Não tenho ideia de como se planta uma planta. kkkkk

Foi quando conheci a Hipó. <3 Amor a primeira vista. Um amigo, André Melo, postou uma coleção que ele ilustrou pra marca e claro que eu fui correndo dar uma olhadinha. O serviço deles é bem bacana. Eles enviam o catálogo por email, você escolhe e pronto! Recebe no seu endereço, sempre na segunda-feira. Pode pagar com débito e crédito, inclusive.

As minhas chegaram ontem e foi exatamente o que eu esperava. Como eu moro num estúdio e não tenho varanda, tenho que me contentar com a janela. E não é que ficou super bonitinho? :)

Indico demais! Adorei tudo.

15 13 12 11 10 08 06 05 04 03 02 01

 

Instagram | Facebook

11745721_442058362621633_3932642577790707165_n

Evento Bora | No Paço Alfândega

No próximo final de semana, 8 e 9 de agosto, vai rolar aqui em Recife a segunda edição de um evento muito bacana – o Bora!

Bora é uma expressão BEM recifense, é tipo um “vamos embora” e nós usamos o tempo inteiro. Se falar em bem recifense, essa é a intensão do evento: dar espaço para que artistas e marcas locais possam mostrar seus trabalhos num ambiente massa cheio de gente bacana.

Nessa edição, o BORA! contará com a presença de 24 marcas de design, 10 artistas plásticos, além de atrações de música e teatro. O local também contará com a presença da Recbeer, que terá um ponto de venda de cervejas especiais.

Estarei lá no sábado. Fica ligado no snapchat do blog (adiciona lá: ohpera) e depois conto aqui como foi.

Horários: sábado das 15h às 22h e no domingo das 14h às 21h.

farm-rio-de-janeiro-interna

O resultado do projeto “guarda-sóis” da Farm, no Rio.

Quem deu uma passadinha em uma das praias cariocas no último ano, deve ter notado que elas estavam um pouquinho mais estampadas. Isso de deve ao projeto, muito bacana por sinal, Guarda-sóis – da Farm.

O projeto da marca para homenagear os 450 anos do Rio de Janeiro que começou em 2014 e só se concretizou esse ano, ganha agora um vídeo lindinho feito em parceria com o escritório Hardcuore e trilha sonora da banda Tereza (a Farm sempre arrasa nas trilhas de seus filmes!). Ao longo dos últimos meses eles investiram pesado na missão de estampar a orla carioca e distribuíram novos guarda-sóis pela maioria das praias do Rio – do Flamengo ao Recreio. Claro, com estampas exclusivas criadas pela própria marca.

O vídeo, como era de se esperar, está bem astral e colorido. Confiram a seguir:

capa

O delicioso blog Flamboesa

Desde que casei tomei um gosto a mais pela cozinha. Sem ser aquele gosto que só gosta de comer. Passei a curtir mais entender sobre ingredientes, panelas e todos os acessórios que a cozinha nos permite. E tem um blog, que conheci recentemente, que além de publicar receitas incríveis ainda tem uma produção lindíssima de fotos. Do tipo que encanta até quem não passa nem perto da cozinha – o blog Flamboesa. Sim, sim. Flamboesa com “L”. Achei fofo.

O blog pertence à Franciele. Que tem 28 anos, mora em Curitiba e é formada em Design de Interiores, mas cursa confeitaria (tinha que ser!). Gente, sério! No dia que eu chegar nesse nível culinário, eu direi que qualquer um consegue.

O Flamboesa é um capricho só, vale a pena conhecer e clicar em todas as receitas possíveis. Sem contar no Instagram, que é outro espetáculo culinário e vale seguir. <3

bolo-floresta-negra-brigadeiro-3-680x1024 Bolo-prestígio-1024x681 Crepe-Banana-Nutella-2-680x1024 DSC00618-680x1024 DSC00948-680x1024 DSC09362-680x1024 IMG_8197-682x1024 mesaa-1024x678 Pão-de-mel-2-1024x680 waffle-crocante-680x1024

 

capa

Mercado de las Pulgas | Buenos Aires

Esse é um post que acabou passando no meio dos tantos que escrevi na minha última viagem à Buenos Aires. Mas esse é um lugar tão legal, que eu precisava mostrar a vocês.

Um dos atrativos de Buenos Aires em termos de compra são as antiguidades. Na feira de San Telmo, por exemplo, vemos muitas e muitas lojas e barracas com antiguidades ou mesmo velharias. Outro ponto interessante é o Mercado de San Telmo. Antes um mercado comum de comida, agora quase que totalmente dominado por postos de antiguidades incríveis – diga-se de passagem.

Maaas não é só em San Telmo que se pode encontrar boas pechinchas. Há alguns anos, num canto pouco turístico, na divisa entre Palermo e Colegiales, está o Mercado de las Pulgas, um enorme galpão, bem organizado e com diversos postos de vendas de móveis, acessórios e muitas coisinhas legais.

Infelizmente, quem viaja à passeio não tem como trazer sofás ou mesas no avião. Mas você também pode encontrar muita coisa bacana, possíveis de serem levadas na sua mala – como pratos antigos incríveis de lindos, luminárias e outros artigos de decoração únicos.

Mais informações sobre o local, endereço e horário de funcionamento: aqui no site deles.

1 2 4 5 6 7 IMG_8404